Interdisciplinaridade: projetos e desafios

O projeto Autonomia e Flexibilidade Curricular oferece às escolas, professores e alunos uma brecha num sistema escolar que se tem vindo a fechar, a padronizar e a imobilizar em torno de objetivos que parece se terem reduzido aos resultados mensuráveis dos exames e às práticas que os alimentam.

Este projeto não muda este sistema mas possibilita uma abertura que force uma mudança mais significativa na Escola e nos objetivos educativos, coerentes com o Perfil dos Alunos à saída da Escolaridade Obrigatória e que para ele contribuam.

O desafio da interdisciplinaridade convida-nos a olhar para as aprendizagens dos nossos alunos de uma forma mais integrada — como a própria vida e o modo como dela nos tornamos protagonistas — dando passos no sentido de ultrapassar currículos demasiado espartilhados, prescritivos, receituários de soluções desajustadas à construção do saber e do saber fazer. Convida-nos também a olhar para a nossa prática e para a nossa “disciplina” de uma forma menos autossuficiente, isolada, sequencial, mais humilde e mais relacional. Por isso mais exigente para professores e alunos.

Na sequência do trabalho a que as diversas associações profissionais foram convidadas no âmbito deste projeto, a Associação Portuguesa de Educação Musical, a Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica, a Associação de Professores de Matemática e a Associação de Professores de Português, em colaboração com o Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, propuseram-se realizar um encontro sobre a temática da interdisciplinaridade centrada em projetos, experiências e propostas, dirigido aos professores do 1.º ciclo e do 2.º ciclo do ensino básico nas áreas de Português, Matemática, Música, Educação Visual e Educação Tecnológica.

Neste Encontro pretende-se, da análise das conferências com temáticas enquadradoras e com o testemunho da experiência vivida pelos professores no seu quotidiano escolar, alcançar, entre outros, os seguintes objetivos:

  • valorizar a gestão da articulação horizontal do currículo e a mobilização do conhecimento;
  • promover o trabalho interdisciplinar como dinâmica centrada no papel dos alunos enquanto autores;
  • fortalecer o espírito de grupo, a capacidade para interagir socialmente e para praticar a interdisciplinaridade.

 

O Encontro “Interdisciplinaridade: Projetos e desafios” realiza-se no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa no dia 3 de março de 2018 e será certificado como ação de curta duração (Despacho n.º 5741/2015 Artigo 3.º).

 

Inscreva-se aqui.

 

 

X